MAGAZINE LUIZA S.A.
CNPJ/MF n.º 47.960.950/0001-21
NIRE 35.300.104.811

ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 28 DE ABRIL DE 2011

 
À
BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros
Gerência de Acompanhamento de Emissores
Rua XV de Novembro, 275
01013-001 – São Paulo – SP

At.: Sr. Nelson Barroso Ortega

Ref.: GAE/CAEM 2675-11 - notícia veiculada no Jornal do Commercio, edição de 22/12/2011

Prezados Senhores: MAGAZINE LUIZA S.A., companhia aberta com sede na Cidade de Franca, Estado de São Paulo, na Rua Voluntários da Franca, 1.465, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 47.960.950/0001-21, neste ato representada na forma do seu Estatuto Social (“Companhia”), com referência ao expediente em epígrafe em que foram solicitados esclarecimentos acerca de notícia veiculada no Jornal do Commercio, edição de 22 de dezembro de 2011, a qual menciona que “as redes adquiridas (Lojas Maia e Lojas do Baú) estarão maduras e poderão alcançar patamar de faturamento equivalente ao das lojas Magazine Luiza em 2013, quando a companhia espera registrar margem Ebitda - na sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação – entre 6% e 7%” e, ainda, que “não está prevista nenhuma aquisição em 2012”, vem, por meio desta, expor o quanto segue.

1. Quanto à primeira afirmação, a Companhia esclarece que tal afirmação foi emitida em resposta a pergunta feita em reunião pública com investidores realizada em 20 de dezembro de 2011, quando a administração da Companhia foi perguntada sobre qual seria a margem EBITDA aceitável para o nosso ramo de atividade, após a integração dos negócios adquiridos (Lojas Maia e Lojas do Baú).

1.1. O dado de 6% a 7% de margem EBITDA não se constitui em uma projeção formal (guidance) elaborada pela Companhia, tratando-se apenas da manifestação de uma expectativa aceitável no comércio varejista de bens duráveis, ramo de atividade da Companhia. Além disso, tal margem está em linha com o desempenho histórico da Companhia, tendo sido de 6,7% no exercício de 2010, ano em que não houve integração de redes.

1.2. Assim, a margem EBITDA mencionada na mensagem é, na verdade, o montante aceitável a ser considerado caso a Companhia apresente desempenho compatível com o das companhias atuantes no seu ramo de atividade, e mantenha seu desempenho histórico em situações similares, não se constituindo e não devendo ser considerada como uma projeção (guidance) da margem EBITDA a ser efetivamente alcançada, ou a qual deva ser tomada por base pelos investidores como uma projeção ou expectativa concreta com relação ao futuro.

2. Já com relação à segunda afirmação, a Companhia esclarece que tal afirmação foi emitida em resposta a pergunta feita na mesma reunião já mencionada. De fato, a Companhia avalia constantemente as oportunidades de mercado, mas reitera que não há negociações em curso relacionadas a novas aquisições, já que, atualmente, seu objetivo principal é integrar as lojas já adquiridas.

Permanecendo à disposição de V.Sas. para mais esclarecimentos, renova os protestos de elevada estima e consideração.

Atenciosamente

MAGAZINE LUIZA S.A.

Nome: Roberto Bellissimo Rodrigues
Cargo: Diretor Financeiro e de Relações com
Investidores

Magazine Luiza © 2016.

Todos os direitos reservados.

imgCapctha