4T12

4T12

DESTAQUES 4T12

O Magazine Luiza apresentou um crescimento de vendas total e no conceito mesmas lojas acima de dois dígitos no 4T12 e durante todo o ano de 2012. A Companhia cresceu acima da média do setor, ganhou market share em todas as categorias de produtos, integrou com sucesso as redes Maia e Baú, ao mesmo tempo em que se engajou em um programa de racionalização de custos e despesas e aumento de produtividade.

Em 2012, a receita bruta consolidada do Magazine Luiza totalizou R$9,1 bilhões, um crescimento de 19,1% em relação ao período anterior. No 4T12, a receita bruta representou R$2,6 bilhões, um crescimento de 15,2% em relação ao 4T11. O crescimento de vendas no conceito mesmas lojas foi de 11,9% no 4T12 e 12,5% em 2012, impulsionado pelo processo de maturação das lojas novas, notadamente nas lojas do Nordeste, e acelerado crescimento do e-commerce. Pela primeira vez na história da Companhia, o e-commerce ultrapassou a marca de R$1 bilhão de vendas, fechando o ano de 2012 com R$1,1 bilhão e crescimento de 33,3% em relação a 2011. No 4T12, as vendas do e-commerce representaram R$313,7 milhões, 25,0% superior ao 4T11. O ambiente econômico e a competição acirrada no 4T12, no entanto, impactaram a margem bruta consolidada em 2,3 pontos percentuais.

Além do crescimento das vendas, o ano foi marcado pela integração de 104 lojas no Sul/Sudeste (Lojas do Baú) e 150 lojas no Nordeste (Lojas Maia), respectivamente concluídas em fevereiro e outubro de 2012. Hoje, todas as lojas, centros de distribuição e sistemas contábeis e de gestão estão totalmente integrados. O processo de integração concluiu-se com pleno êxito, apesar da sua complexidade, com o envolvimento direto de mais de 200 colaboradores da Companhia. A integração simboliza a conclusão de um ciclo de crescimento bastante importante para a consolidação da Companhia no varejo brasileiro.

O programa de racionalização de custos e despesas em 2012 foi o primeiro passo de um ciclo com foco em produtividade e rentabilidade. No 4T12, as despesas operacionais recorrentes, ajustadas às despesas extraordinárias reduziram 0,7 ponto percentual quando comparadas ao 4T11.

O conservadorismo adotado durante o ano de 2012 na Luizacred também gerou resultados bastante positivos no 4T12. Os indicadores de atraso melhoraram significativamente no trimestre e possibilitaram uma redução nas provisões para perdas em crédito de liquidação duvidosa quando comparadas ao 3T12. Melhorias nas margens operacionais, com o aumento da participação do crédito direto ao consumidor (CDC) e redução do cartão de crédito co-branded, trouxeram a Luizacred para o patamar de rentabilidade sustentável, com EBITDA de 11,6% no 4T12.

O crescimento das vendas, a racionalização de despesas e o melhor desempenho da Luizacred impactaram positivamente o resultado líquido da Companhia no 4T12. No entanto, este foi impactado negativamente pela queda da margem bruta do varejo. O Magazine Luiza finalizou o último trimestre de 2012 com lucro líquido de R$9,7 milhões, comparado ao prejuízo de R$16,9 milhões no 4T11.

Já o resultado líquido do exercício de 2012 foi impactado, principalmente no primeiro semestre do ano, pelas despesas extraordinárias de integração das lojas do Nordeste e Baú, provisões para perdas em crédito de liquidação duvidosa robustas na Luizacred e pelo processo de maturação das lojas novas em curso.

 

Magazine Luiza © 2016.

Todos os direitos reservados.